segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Esteja preparado, pois isso pode balançar seus conceitos e bagunçar sua cabeça. Visando afrontar e questionar algumas práticas da sociedade atual, o artista xplora ao extremo seu lado artístico ao retratar temas controversos e polêmicos como corrupção, violência, opressão, sexismo, entre outros.

Retrato da sociedade atual - Quiles 
Esteja preparado, pois isso pode balançar seus conceitos e bagunçar sua cabeça. Visando afrontar e questionar algumas práticas da sociedade atual, o artista espanhol Luis Quiles selecionou alguns aspectos e comportamentos traduzindo-os em ilustrações claras, objetivas e extremamente impactantes.


Quiles explora ao extremo seu lado artístico ao retratar temas controversos e polêmicos como corrupção, violência, opressão, sexismo, entre outros.

O artista transmite suas mensagens através de uma arte que, por ser impactante, trabalha com fortes emoções humanas como o medo, a repulsa e a excitação. Sua obra, em primeiro momento, pode causar diversos tipos de sensações e reações. Mas basta um olhar mais apurado para que as ilustrações causem questionamentos nas pessoas e as façam pensar sobre os assuntos abordados, instigando assim, opiniões favoráveis ou contrárias.

1 – A monetização exagerada de atletas profissionais



2 – A alimentação barata – e estimulada – do fast food


 3 – Religiões que ajudam com a fome e a pobreza


4 – Os estereótipos de gênero


5 – A opressão da mulher sob o homem também existente


6  – A geração Y – ou “geração notificação”


7 – Os efeitos da guerra


8 – A manipulação da juventude através do crime e da guerra


9 – O poder do dinheiro


10 – Os tubarões do dinheiro nos negócios


11 – A mania das redes sociais


12 – A infeliz existência da homofobia


13 – A mania de drogas prescritas


14 – O ativismo de bolsa


 15 – O debate sobre a sexualidade e a religião


16 – A impossibilidade de expressar sua opinião sem consequências. Pessoas que não aceitam opiniões divergentes.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Facebook mudou o algoritmo. E agora, o que fazer?

Quer pagar quanto?
Recentemente o Facebook anunciou uma reformulação no seu algoritmo de distribuição de conteúdo. Mas afinal, o que sua empresa pode fazer com isso?

Se você esteve off-line nas últimas semanas saiba que o Facebook anunciou uma alteração no algoritmo que irá diminuir o alcance orgânico de posts com um estilo muito promocional, ou seja, posts no estilo “Quer pagar quanto?” vão aparecer menos na timeline das pessoas.

Essa alteração anunciada dia 14 de novembro pelo blog News Room do FB, que você pode acompanhar na integra aqui: News Feed FYI: Reducing Overly Promotional Page Posts in News Feed. A rede social sugere que essa alteração foi baseada em uma pesquisa com centenas de milhares de pessoas que indicaram que não querem ver conteúdos promocionais e sim novidades de seus amigos e conteúdos de páginas relevantes.

Se você esteve off-line nas últimas semanas saiba que o Facebook anunciou uma alteração no algoritmo que irá diminuir o alcance orgânico de posts com um estilo muito promocional, ou seja, posts no estilo “Quer pagar quanto?” vão aparecer menos na timeline das pessoas.

Essa alteração anunciada dia 14 de novembro pelo blog News Room do FB, que você pode acompanhar na integra aqui: News Feed FYI: Reducing Overly Promotional Page Posts in News Feed. A rede social sugere que essa alteração foi baseada em uma pesquisa com centenas de milhares de pessoas que indicaram que não querem ver conteúdos promocionais e sim novidades de seus amigos e conteúdos de páginas relevantes.  Rentao Melo.

Muitos vão dizer “Ah mas é só mais uma forma do Facebook tirar dinheiro do anunciante”. Em partes concordo, o Facebook limitando o alcance orgânico de um post a tendência vai ser preciso investir para aumentar o alcance, porém, realmente acredito que a intenção do Facebook é nobre, até porque eles não vão aumentar o número de posts patrocinados na timeline das pessoas, digamos que eles estão matando dois coelhos, ajudando a UX das pessoas e incentivando o investimento em posts patrocinados.

E o que sua empresa pode fazer com isso?

A alteração vai acontecer no começo de Janeiro de 2015, veja 3 dicas do que você pode fazer para continuar aproveitando suas campanhas de mídias sociais.

1 – Não desista da sua página!

Exatamente, não ache que por diminuir o alcance seu post não vale a pena. O Facebook mesmo afirma que as páginas das marcas são muito valiosas para o ecossistema da rede. Em vez de usar como vitrine, use como canal de relacionamento para conversar com seus clientes. Use sua página para Inspirar e Engajar.

2 – Escolha com quem falar!

Você não precisa gastar um caminhão de dinheiro promovendo seus posts para ter mais alcance, basta selecionar bem o público que quer atingir, evite gastar balas com quem não deve ser atingido.

Com o Custom Audience do Facebook é muito fácil falar com a pessoa certa sem precisar gastar tanto. Na Social Miner realizamos alguns experimentos e conseguimos ver resultando bem legais com essa ferramenta, conseguindo um CTR 4 vezes maior e um custo 50% menor do que uma campanha tradicional. Vale a pena saber mais sobre o Custom Audience.

3 – Não façam anúncios, contem histórias!

É bem simples, invista no conteúdo dentro e fora do Facebook. Entenda a importância do relacionamento com o cliente antes de converter. É melhor você trabalhar com seu público, ter um relacionamento, nutri-lo com conteúdo do que simplesmente falar “Compra que tá barato”. Construa um relacionamento baseado em conteúdo com seu cliente e, no tempo certo, a conversão virá.


São apenas algumas dicas de como você pode trabalhar sem depender tanto do seus posts orgânicos do Facebook, existem muitas outras possibilidades e no fim das contas você vai ver que essa alteração serviu para repensar as estratégias e melhorar seu relacionamento com o seu cliente!

Mantenha seu indice de acessos no facebook, click

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Conheça as profissões que são como ‘academia de ginástica’ para o cérebro

Comprovado então que Designers estão na lista de profissões que trabalham e exercitam nossa capacidade cerebral, por sempre estar atrás de novas criações e desempenhar a criatividade solucionando problemas para clientes mais exigentes, aliais "cada vez mais exigentes".

Conduzida por um grupo de cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, a pesquisa identificou que algumas atividades profissionais “turbinam” nossas conexões neurais, preparando a mente para uma jornada mais ativa, lúcida e hábil, inclusive na velhice.

Nesse sentido, arquitetos, assistentes sociais e designers gráficos, que não costumam liderar as estatísticas de melhores salários do mercado, operam como verdadeiras academias de ginástica para a mente. Completam a lista os advogados, médicos cirurgiões, magistrados e membros do Ministério Público.

Com todas essas tarefas e desafios nossa querida e amada profissão ainda não recebemos a valorização que deveríamos muito menos estamos nos melhores salários das profissões, mas contente podemos ficar em saber em nossos cérebros nunca serão “emburrecidos”.


Um viva a todas as profissões que estão no ranking


Click Fonte da matéria 

Click Marketing para todos.